top of page
Buscar
  • Foto do escritorMatheus Mans

Crítica: 'Uma Linda Vida', da Netflix, é filme dinamarquês tremendamente esquecível


A história de Uma Linda Vida, novidade da Netflix desta quinta-feira, 1, não poderia ser mais banal. Com ecos de Nasce uma Estrela, Mesmo Se Nada Der Certo e Apenas Uma Vez, o longa-metragem conta a história de Elliott (Christopher), um pescador de uma pequena cidade dinamarquesa que é descoberto como uma revelação musical após ser a apresentação em um bar. A partir dai, passa a ter uma relação estranha com a fama e apaixonada por sua produtora.


Dirigido por Mehdi Avaz (de Toscana), o filme é absolutamente genérico em sua concepção. Como já assinalado no parágrafo anterior, dá para fazer paralelo com uma infinidade de filmes que tratam do mesmo tema. Isso por um motivo: as pessoas se interessam, se emocionam e sonham com histórias de superação e, principalmente, de pessoas que começam a ganhar dinheiro e a fazer fama de maneira honesta, de uma hora para a outra, apenas com o talento.

E isso pode surgir, basicamente, a partir de três contextos: atores de Hollywood, esportistas e músicos. No primeiro caso, parece que o cinema não tem muito interesse em falar sobre isso -- a não ser em tom de comédia. Esporte também tem seu filão, mas não é tão forte. Sobra, então, essas histórias de personagens musicais. É o mais fácil de colocar nas telas, já que basta um ator que cante bem e algumas composições encaixadas que tudo pode ser visto como funcional.


Avaz, assim como o roteirista Stefan Jaworski (Elfos), sabem disso e tratam a história com uma banalidade desconcertante. Nada é realmente original aqui e tudo parece sugado de filmes que já vimos. A única coisa que parece se destacar um pouco são as músicas da produção, bem interpretadas por Christopher -- que é um cantor dinamarquês de sucesso. Em contrapartida, o ator não sei sai tão bem na hora de atuar. É melhor, de fato, quando está apenas cantando.


No final, Uma Linda Vida perde totalmente qualquer originalidade quando abraça um otimismo descabido e fora da realidade. Não ousa em criar, pelo menos, uma conclusão mais corajosa de colocar esses personagens em um lugar de desconforto e instigando o público. É, de fato, um filme que fica na banalidade, na mesmice, e parece nunca encontrar um ponto de apoio para se tornar memorável por mais de dois dias. É um filme que, amanhã, ninguém mais vai lembrar.

 

11 comentários

11 Comments


De Carvalho
De Carvalho
Jan 08

Eu acredito que tenha sido uma estratégia de marketing do artista. Eu não o conhecia até assistir ao filme.


Achei que ele fez um bom papel e o filme é legal. Não há nenhum grande ator no filme, mas é bom.


Sinceramente, é gratificante saber que esta história não é verdadeira. É difícil imaginar uma pessoa órfã, que sofre perdas por conta de um dom. O engraçado é que tendemos a dar mais valor a um filme por ter histórias reais tristes. No entanto, não é o caso! Queria que histórias reais, mesmo de cantores, não fossem tristes.


Em geral, quando é uma bibliografia, acho interessante alguns exemplos de superação, mas não me identifico com histórias tristes. Queria que tudo…


Like

silenemachado
Jul 23, 2023

Não conhecia o cantor, penso que é uma maneira de se apresentar e ser conhecido por mais fãs. Pra mim que curto um filme de romance, não me atrevo a fazer críticas. Assisti e assistirei muitas outras vezes. Amei o filme e cada música que foi tocada. Inspirador. Contos de fadas, que seja, quem não gostaria de viver.!

Like

Rosane Cristina Costa Ribeiro
Rosane Cristina Costa Ribeiro
Jul 02, 2023

Adorei o filme, ensina muitas verdades!! Não vi banalização...

Já está na minha memória e recomendo!!

Like

Gabi Jorge
Gabi Jorge
Jun 30, 2023

Péssima crítica. Acabei de assistir pela segunda vez em 3 dias. Quero sim é esquecer essa crítica horrivel! Que ohhhhh

Like

debora paiva
debora paiva
Jun 15, 2023

Lindo filme! Sucesso com certeza! Pessima critica!

Like
bottom of page