5 filmes para conhecer o diretor Terrence Malick

30/07/2017

 Não é fácil penetrar na complexa filmografia do diretor Terrence Malick. Apesar de sempre trabalhar com atores conhecidos e populares, como Ben Affleck ou Brad Pitt, seus filmes são a pura reflexão da arte no cinema. São oníricos, poéticos, visualmente audaciosos. Suas histórias não seguem uma linearidade, chegando a dar saltos de milênios para mostrar cenas com dinossauros em um filme que se passa, majoritariamente, em décadas recentes.

 

Além disso, muitas cenas de seus filmes parecem desconexas, sem sentido. Afinal, o diretor deixa os atores trabalharem com técnicas de improvisação, deixando apenas um fiapo de trama para ser seguido. Afinal, Malick é a favor de deixar os atores sentirem a trama, toda a história e seus sentimentos, deixando com que eles -- geralmente mais experientes -- fiquem responsáveis pelo desdobramento da trama. Ou seja: Malick é um gênio que não tem medo de arriscar.

 

O Esquina selecionou os 5 filmes ideais para conhecer Malick e entrar em sua filmografia, que acaba de ganhar mais um capítulo com De Canção em Canção, que chegou às salas de cinema brasileiras nesta quinta-feira, 20.

 

‘A Árvore da Vida’. É um daqueles filmes que pode fazer qualquer um desligar na metade, sem titubear. Afinal, no meio da trama, Malick faz uma espécie de flashback e mostra a vida dos dinossauros, com recriação digital. E você se pergunta: o que tudo isso tem a ver com a trama? Nada, a princípio. Afinal, a história é sobre a conexão entre um pai e seu filho. Mas para Malick, que foi indicado ao Oscar com este filme, nada é impossível -- e nada fica ruim, para quem entrar no ritmo do longa-metragem.

 

‘Amor Pleno’. Conta a história de um triângulo amoroso (Ben Affleck, Rachel McAdams e Olga Kurylenko) que tenta enfrentar os seus sentimentos para encontrar uma saída desta complicada situação. Ao mesmo tempo, o longa de Malick também mostra a crise de fé que o Padre Quintana (Javier Bardem) vive, enquanto tenta buscar uma salvação para as suas crenças. Tudo, é claro, ao melhor estilo do diretor: com um fotografia onírica e situações que ninguém entende muito bem num primeiro momento, mas que se descortinam com o passar da história.

 

‘Além da Linha Vermelha’. Já imaginou ver um filme com a linguagem de Malick misturada com a guerra? É isto que pode ser assistido em Além da Linha Vermelha, filme que o diretor

conta a história da batalha de Guadalcanal, que influenciou o avanço japonês no Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial. Apesar de onírico, o filme é divertido de ver. Afinal, o elenco é interessante e plural: conta com Adrien Brody, John Travolta, John Cusack, George Clooney, Sean Penn, Woody Harrelson, Jared Leto, John C. Reilly, Nick Nolte, Jim Caviezel e Ben Chaplin. Ufa.

 

Terra de Ninguém. O filme mais bem avaliado de Malick e o primeiro de sua carreira. Aqui, o diretor ainda fazia experimentações visuais e a trama fluía de um modo um pouco mais natural. Ainda assim, porém, é incrível ver a maneira que ele trata a trama, que conta a história de um rapaz (Martin Sheen) que mata o pai de sua namorada, de apenas 15 anos. É visceral e tem uma das discrepâncias mais cruéis do cinema: o diretor deixa a cena da morte de um peixe mais dolorida do que o assassinato do pai. Incrível ver como Malick faz a história correr sem julgamentos.

 

De Canção em Canção. Novo filme de Malick. Neste, acompanhamos Dois triângulos amorosos se cruzam, numa história de obsessão sexual e traição em meio à cena musical em Austin, no estado americano do Texas. O elenco é popular: tem Michael Fassbender, Natalie Portman, Ryan Gosling e Rooney Mara.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Publicidade