‘A Verdade sobre o Caso Harry Quebert’ une paixão à escrita com mistério

24/10/2017

Confesso que, ao abrir o livro A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert,  tomei um susto.  Logo nas duas primeiras páginas,  a Intrínseca colocou dezenas de críticas positivas de jornais de todo o mundo.   Prática estranha e que nunca vi em outro livro, deixando-me receoso do que iria ler ali. No entanto, fazia tanto tempo que estava postergando a leitura deste livro de Joël Dicker que resolvi  mergulhar de cabeça, sem preconceito  ou opiniões pré-formadas. E que grande acerto!

 

O livro começa de maneira lenta, sem grandes sustos. Marcus Goldman é um escritor sem a inspiração necessária para escrever seu próximo livro  --  o primeiro, lançado alguns meses antes, se tornou um best-seller instantâneo.  Em busca de inspiração,  Goldman vai atrás de seu mestre Harry Quebert,  um escritor consolidado e que leva uma vida pacata na pequena cidade de Aurora, no interior dos EUA. Durante a sua busca por inspiração, porém, a história toma rumos inesperados.

 

Após pedir para plantar flores em seu quintal, Quebert é surpreendido com a notícia de que o corpo da jovem Nola Kellergan,  sua paixão antiga e morta há alguns anos, foi encontrado enterrado em sua propriedade. A partir daí, o caos: Quebert é preso, acusado de assassinar a garota. Goldman, enquanto isso, parte para Aurora em busca de respostas para livrar seu mestre, que afirma ser inocente, ao mesmo tempo que precisa lidar com as pessoas dessa estranha cidade. 

 

Joël Dicker, que já tinha surpreendido com o ótimo  Os Últimos Dias de Nossos Pais,  volta a acertar em  uma trama que mistura situações e sensações sem perder o seu foco narrativo de uma história de mistério. Aqui, além de colocar o espectador numa verdadeira espiral de acontecimentos nebulosos, o suíço mostra um pouco de como é a difícil missão de escrever quando não há inspiração. No começo de cada capítulo, aliás, há trechos de conversas entre Goldman e Quebert sobre isso.

 

No entanto, o grande acerto é a trama de mistério sobre o assassinato de Nola Kellergan, a antiga paixão de Quebert.  Numa história que vai se descortinando aos poucos ao longo das mais de 550 páginas do romance, Dicker acerta ao criar uma ambientação certeira sobre a cidade norte-americana, mostrando como atitudes e acontecimentos banais podem ganhar proporções catastróficas.  Sem dúvidas, mesmo com as centenas de páginas,  você não irá desgrudar um minuto da trama.

 

Outro acerto está na elaboração do mistério. Dicker consegue inserir vários personagens e situações na trama que, de algum modo, reverberam em decisões futuras de Goldman. No livro, nada é escrito ao acaso. Nenhuma situações existe apenas para confundir o leitor ou dar mais extensão à trama. Tudo tem um motivo e isso, no final, deixa a história bem mais interessante e o leitor,  invariavelmente, ficará surpreso.  Eu, mesmo tendo acertado parte da solução do crime, nem desconfiei de outros acontecimentos.

 

No entanto, vale destacar que Dicker erra em alguns pontos.  Diálogos entre Nola Kellergan e  Harry Quebert,  em flashbacks,  soam extremamente artificiais. Tudo ali parece recheado de suspiros e entonações românticas desnecessárias. Sinceramente, não sei se era objetivo de Dicker -- afinal, Nola tinha apenas 15 anos e parecia extremamente apaixonada com tudo ao seu redor. Mas, mesmo assim, faltou mais cuidado ao criar esse romance,  que fica sem química. Dicker precisa aprender mais sobre isso.

 

No final, no entanto, A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert é leitura que compensa, mesmo com suas mais de 550 páginas e os erros de Dicker. Afinal, além de ser um bom mistério, o livro consegue criar uma boa ambientação, uma boa história de drama familiar e dar umas boas dicas para  quem está começando a se aventurar na arte da escrita.  E olha que coisa boa: a Intrínseca lançou, neste ano, outro livro com Marcus Goldman, O Livro dos Baltimore. Em breve, resenha aqui no Esquina!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Título: A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert

Autor: Joël Dicker

Editora: Intrínseca

Ano: 2012

Preço médio: R$ 25,00

Link para compra na Amazon: amzn.to/2yKgVj1

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Publicidade