'É a essência do livro', diz Thalita Rebouças sobre 'Tudo Por um Pop Star'

02/10/2018

O livro Tudo Por um Pop Star foi escrito e publicado pela autora Thalita Rebouças em 2003. De lá pra cá, o mundo mudou -- e muito. Sandy & Júnior deixaram de ser os ídolos dos pré-adolescentes e deram espaço para Justin Bieber, Ariana Grande e afins. As cartas e e-mails saíram de cena para esse público enquanto smartphones ganharam o espaço. Foi preciso, então, adaptar a superfície do livro para o filme, que chega nas telas 15 anos depois.

 

"As coisas mudaram e o filme, claro, precisou acompanhar isso. Não dava pra ignorar o uso de smartphones, de internet, dos youtubers", contou a autora Thalita Rebouças durante coletiva de imprensa realizada em São Paulo na última segunda-feira, 2. "Mas o que importa, de fato, está ali. O filme Tudo por um Pop Star é a essência do meu livro."

 

Thalita ainda conta que acompanhou o processo de filmagem de perto, além de ter escrito o roteiro da adaptação e de ser uma das responsáveis pela música-tema. Ela diz que acompanhou as filmagens no set e que, até mesmo, foi a responsável por reunir o trio principal com Maísa Silva, Mel Maia e Klara Castanho. "Eu sou escritora exibida, gosto de aparecer, de opinar, de falar", conta a carioca. "Fiquei feliz com isso e com o resultado."

A trama do filme acompanha a jornada de três garotas (Maísa, Mel e Klara) que decidem pegar carona com a hippie Babette (Giovanna Lancellotti) para ir ao Rio de Janeiro ver o show de uma boy band de fama internacional. No entanto, não basta ir pra lá ver a apresentação. As três, assim, irão cumprir uma missão dada por um youtuber (Felipe Neto), tentar invadir o hotel onde a banda está hospedada, fingir desmaio e por aí vai.

 

"É uma história de amor descontrolado de adolescentes", resumo o diretor Bruno Garotti (Eu Fico Loko). "Todo mundo já passou por essa fase e, de alguma forma, perdeu o controle de suas paixões. De certa forma, Tudo Por um Pop Star mostra uma dessas possibilidades, quando o amor é direcionado para um ídolo, uma figura inalcançável."

 

Sobre as possibilidades com o filme, Thalita Rebouças se mostra extremamente confiante com o resultado e bilheteria. "É uma história testada e aprovada", diz a escritora se referindo ao livro best-seller e à peça de teatro que bateu recordes em São Paulo e Rio de Janeiro. "A minha história pessoal está nesse filme. Espero sucesso pra cima."

 

Amor e loucura. Parte do elenco revelou que, apesar de não ter chego no nível de loucura das protagonistas, já cometeram algumas sandices por ídolos musicais. Giovanna Lancellotti (Entre Abelhas) era obcecada por Sandy & Júnior durante a sua adolescência e chegou a ficar acampada na casa da avó dos dois para tentar vê-los de perto. "Eu era maluca por eles", disse a atriz global. "Naquela época, faria quase tudo."

 

Maísa Silva, enquanto isso, disse que tinha uma paixão avassaladora por Justin Bieber. "Eu tinha cobertor, pôsteres, escova de dente que tocava músicas dele. Queria um quarto todo com coisas dele. Mas minha mãe não deixou", conta a atriz-mirim do SBT. "Hoje, minha paixão se transformou e passei a sentir algo um pouco mais racional. Mas tenho certeza que a Maísa do passado, se pudesse, faria tudo isso que a Gabi faz no filme."

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Publicidade