Veja as apostas do Gotham Awards 2017, primeiro termômetro para o Oscar

21/11/2017

Todo ano, uma premiação de nome diferente -- e nem tão conhecida do grande público -- é a responsável por abrir a temporada de competições das produções audiovisuais: o Gotham Awards. Dedicada ao cinema independente, esta premiação é uma das mais plurais do ano e tem servido como um verdadeiro termômetro para o Oscar. Só para ter uma ideia, filmes como Moonlight, Spotlight, Birdman e Guerra ao Terror sagraram-se vencedores nas duas premiações.

 

No entanto, o Gotham Awards é um prêmio bem mais “jovem” e plural do que o Oscar. Para escolher os indicados, um número reduzido de profissionais, como jornalistas, críticos e organizadores de festivais, fazem as suas apostas para aquele ano. Depois disso, júris com um grande número de integrantes, formados por escritores, diretores, atores, produtores, editores e outros profissionais, diretamente envolvidos na produção de filmes, determinarão os ganhadores.

 

Além disso, é interessante destacar: muitas vezes, indicações ao Gotham praticamente já garantem uma vaga no Oscar ou Globo de Ouro -- mesmo quando é o caso de atores ou de atrizes carregados de preconceito. Neste ano, um nome que surge como aposta para toda a temporada de premiações é Robert Pattinson, que surge com força por conta da indicação pela atuação no filme Bom Comportamento. Outro filme que garante indicações no Oscar é Corra!, que lidera indicações.

 

Abaixo, colocamos os principais filmes indicados e as nossas apostas para os que devem levar o prêmio ou os que podem chegar ao Oscar -- levando em consideração a sua qualidade cinematográfica e, nos casos de filmes que ainda não chegaram ao Brasil, recepção do longa-metragem pela imprensa do exterior. E se quiser saber quais são os vencedores de cada categoria, acompanha as redes sociais do Esquina e veja a premiação em 27 de novembro!

 

‘Corra!’, de Jordan Peele

 

É o que tem mais indicações ao Gotham -- em Melhor Filme, Melhor Ator, Diretor Revelação e Melhor Roteiro. Por isso, já reserve um lugar para o longa nas indicações de Melhor Filme e Melhor Roteiro Original no Oscar. No entanto, o filme ainda precisará crescer muito para conquistar um espaço em Melhor Direção e Melhor Ator na grande premiação do começo do ano. Quanto às chances de vitória no Gotham: ainda é dúvida se sairá com a grande premiação da noite, mas é quase certa a conquista de Melhor Roteiro, ainda que Me Chame Pelo Seu Nome corra por fora.

 

‘Me Chame Pelo Seu Nome’, de Luca Guadagnino

 

Este filme ainda não estreou no Brasil, mas já está causando certo furor no exterior por sua qualidade. No Gotham Awards, conquistou um espaço em Melhor Filme, Melhor Roteiro e Melhor Ator Revelação. Dificilmente levará alguma das premiações, ainda que tenha certa chance em Melhor Roteiro, caso Corra! decepcione. Já para o Oscar, é praticamente certa a indicação para Melhor Roteiro Adaptado, ainda que suas chances de levar o prêmio sejam pequenas.

 

‘Projeto Flórida’, de Sean S. Baker

 

Apesar do filme concorrer na categoria principal, a grande certeza de Projeto Flórida é a sua indicação, no Oscar, na categoria de Melhor Ator Coadjuvante para Willem Dafoe. Grande parte da indústria e da crítica especializada já considera a indicação certa, enquanto outra grande parte acha que Dafoe já está com a estatueta dourada na mão. No Gotham, o americano pode perder na categoria de Melhor Ator para Daniel Kaluuya, de Corra!, ou para James Franco, de Artista do Desastre -- e ainda com Robert Pattison correndo por fora com a sua performance em Bom Comportamento. Já na categoria Melhor Filme, o Projeto Flórida é um dos favoritos.

 

‘Eu, Tonya’, de Craig Gillespie

 

Filme que está surgindo lentamente no cenário de indicações. Nomeado nas categorias de Melhor Filme e Melhor Atriz, com Margot Robbie, Eu, Tonya tem poucas chances de levar o prêmio da noite, mas está cada vez mais perto de premiar Robbie por seu trabalho como uma polêmica patinadora. Isso, sem dúvidas, dá uma força surpreendente para o longa, que chegará no Oscar com Margot Robbie como a grande aposta como Melhor Atriz -- ainda que Saoirse Ronan e Frances McDormand sejam ainda as favoritas para ganhar o prêmio.

 

‘Mudbound’, de Dee Rees

 

Mudbound não está concorrendo em nenhuma categoria do Gotham Awards. Na verdade, o filme, que é produzido e distribuído pela Netflix, é o vencedor do prêmio especial do júri pelo conjunto de atuações -- premiação que, em 2016, foi entregue para o elenco de Moonlight. Assim, o longa-metragem de Dee Rees ganha uma sobrevida e, mesmo sendo distribuído pelo serviço de streaming, vê suas chances de uma possível indicação ao Oscar de Melhor Filme crescerem. Isso só não deverá acontecer se a Academia resolver, novamente, fazer um ostensivo boicote à Netflix, como já aconteceu com Beasts of No Nation e a atuação de Idris Elba.

 

‘Doentes de Amor’, de Michael Showalter

 

Apesar de muitos considerarem que este longa-metragem ainda está vivo para competir na categoria Melhor Filme do Oscar, dificilmente isso irá ocorrer após não conseguir um espaço no Gotham Awards. No entanto, é quase certa a indicação em Melhor Roteiro Original, além de Holly Hunter correr por fora como uma das principais apostas para a categoria de Melhor Atriz Coadjuvante. No Gotham, porém, Doentes de Amor dificilmente irá perder para Corra! ou Me Chame Pelo Seu Nome.

 

Os Meyerowitz: Família Não Se Escolhe

 

Este outro filme da Netflix perdeu força nas últimas semanas e, dificilmente, encontrará um espaço nas indicações principais. No entanto, as atuações de Adam Sandler e Dustin Hoffman ainda estão vivas para as categorias de Melhor Ator e Melhor Ator Coadjuvante, respectivamente -- apesar do envolvimento de Hoffman com escândalos recentes, que pode tirar sua força nas premiações. No Gotham Awards, porém, Sandler deverá sair de mãos vazias, enquanto Hoffman deve ganhar uma homenagem por seu trabalho neste filme e pelo conjunto da obra.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Publicidade