Buscar
  • Matheus Mans

3 motivos para assistir 'Ducanville', nova série dos criadores de 'Os Simpsons'

Atualizado: Out 5


Composta por 11 episódios, Duncanville é a nova série animada de Amy Poehler (Saturday Night Live) e pelos criadores Mike e Julie Scully (Os Simpsons), que mostra a realidade peculiar de um adolescente, sua família, seus amigos e se centra na vida de Duncan, um garoto comum de 15 anos de idade às vezes espetacularmente engenhoso, e tudo o que compõem seu mundo.


A seguir, você pode conferir três motivos para assistir esta nova produção dos canais Fox:


Retrata com humor o cotidiano dos adolescentes


Como a maioria dos jovens de 15 anos, Duncan pode ver a idade adulta no horizonte: dinheiro, liberdade, carros e meninas. Mas a realidade o encontra mais perto da falência, dirigindo com a mãe sentada ao lado dele e cuidando da irmã mais nova. Ele não é excepcional, mas concebe em sua mente uma grande vida de fantasia na qual nada deixa de ser totalmente surpreendente.


A partir disso, Poehler e os Scully versam sobre os acontecimentos mais banais e convencionais na vida de um adolescente. O relacionamento com meninas, a pressão por se tornar um adulto, novos ensinamentos, a relação com os pais. Tudo isso entra no roteiro bem dosado da série, que deve trazer algumas lembranças boas -- e outras ruins, claro -- sobre o que era ser jovem.


É, assim, uma série menos picante e provocativa do que Big Mouth, mais pé no chão do que a deliciosa (Des)Encanto e mais modernizada do que as já clássicas Os Simpsons e Family Guy.

Referências para todos os lados


Logo no primeiro episódio, o protagonista Duncan mostra o poder de sua imaginação. Imagina-se escalando uma montanha com o protagonista do documentário Free Solo. Depois, sonha que está sendo carregado nos céus por uma Mulher-Maravilha que quer fazê-lo homem -- mas, na verdade, ele está confundindo seu pai com a clássica heroína dos quadrinhos da DC Comics.


É algo que, no fundo, não traz nenhuma novidade ou algo realmente poderoso para a trama. Mas acaba facilitando a compreensão daquele jovem protagonista e faz tudo ficar mais real.


Ajuda a olhar para nosso comportamento


No final das contas, Ducanville é uma série como Os Simpsons ou Family Guy. Ainda que não seja tão boa quanto essas outras, a produção ajuda a colocar uma lente de aumento sobre nosso comportamento. Somos adolescentes em qualquer lugar do mundo, seja no Brasil, na China e nos Estados Unidos. Dessa mesma maneira, temos vivências parecidas e desafios similares.


Ducanville, com uma narrativa tradicional e sem se arriscar muito, brinca com esses estereótipos e nos faz olhar para nós mesmos. Tudo isso com uma comédia leve e despretensiosa, como o tom de sitcoms clássicas como Eu, a Patroa e as Crianças e Todo Mundo Odeia o Cris. É para ligar a televisão, colocar os pés pra cima, relaxar e dar boas risadas.

#Crítica #Série #TV #Televisão #Animação