Crítica: 'Midway' é bobagem épica que erra em quase tudo

21/11/2019

Nas últimas semanas, o drama de guerra Midway tem liderado a bilheteria dos Estados Unidos. Por isso, é surpreendente ver o quão tosco é este novo longa-metragem de Roland Emmerich (2012Independence Day). Com um roteiro repleto de clichês e frases artificiais, o filme passa longe de emocionar qualquer público que não seja apenas o americano com seu histrionismo patriótico que não chega a lugar algum.

 

Midway: Batalha em Alto Mar conta a história de um esquadrão que, durante a Segunda Guerra Mundial, parte em contra-ataque ao Japão para revidar as mortes durante o massacre de Pearl Harbor.  Em destaque nessa ofensiva está o piloto Dick Best (Ed Skrein), que não mede escrúpulos; o estrategista Edwin Layton (Patrick Wilson); e os comandantes Chester Nimitz (Woody Harrelson) e  William 'Bull' Halsey (Dennis Quaid).

 

Como é de se reparar só na sinopse, o elenco é estrelar. Além de Skrein, Wilson, Harrelson e Quaid, há ainda participações de Luke Evans, Aaron Eckhart, Mandy Moore, Darren Criss e Nick Jonas. Obviamente, não há espaço para todos e alguns acabam fazendo apenas pequenas pontoas -- como é o caso de Eckhart (Obrigado por Fumar), que aparece apenas alguns poucos minutos, e Nick Jonas (Jumanji), apagadíssimo.

 

Quem segura as pontas por mais tempo, assim, é Skrein (Malévola: Dona do Mal) e Wilson (Invocação do Mal) -- com os problemas adicionais de que o primeiro não tem a empatia necessária para ser protagonista e o segundo erra no tom do personagem.

 

Dessa maneira, rapidamente, percebe-se que não dá para contar com as atuações pra levantar o longa-metragem. Sendo um filme de guerra, é preciso apostar todas as fichas nos bons efeitos, o roteiro emocionante e na forma como a guerra é conduzida no filme.

Vamos ao primeiro ponto: parece que todo o dinheiro do longa-metragem foi usado para pagar o elenco. Os efeitos especiais são sofríveis e, a todo momento, há a percepção clara de que os atores estão num fundo verde. Não há vida, não há profundidade, não há verdade no que é dito, falado ou vivido. As cenas de ataque à Pearl Harbor são terríveis. O fogo é falso, as explosões são mentirosas. Lembra muito o que foi visto em 2012.

 

Quanto ao segundo ponto, é perceptível rapidamente um roteiro desesperador de ruim por parte de Wes Tooke. O norte-americano, conhecido pelo trabalho na série Colony, faz um roteiro quase infantil. Tudo é muito mastigado, muito óbvio. Além disso, há um excesso de patriotismo que, no final das contas, faz com que o filme se torne tosco -- é o caso de uma cena de "vingança" de Best que o faz gritar "e isso é por Pearl Harbor!".

 

A vontade que dá, conforme o filme avança, é de dar algumas boas risadas e deixar a história pra lá. Difícil conceber que um roteirista profissional, com trabalhos anteriores, tenha escrito coisas bregas como visto aqui em Midway. Parece trabalho universitário.

 

O último, felizmente, é o que faz o longa-metragem ganhar alguns pontos. Por mais que a maioria dos efeitos visuais seja ruim, o roteiro seja horrivelmente mal construído e o elenco se amontoe em cenas desnecessárias e personagem desinteressantes, há um fiapo de guerra que é interessante de acompanhar. Emmerich surpreende e, depois de uma série de direções ruins, faz um trabalho interessante em cenas de batalha no ar.

 

Não há muita criatividade no trabalho -- repare, aliás, que o cineasta usa um único movimento aéreo para todos os tipos de ataque aos japoneses. Mas dá pra salvar algo ali e acolá. No final das contas, fãs de filmes de guerra podem ter uma ponta de emoção.

 

Mas, ainda assim, Midway: Batalha em Alto Mar é um fracasso na tentativa de criar algo minimamente interessante sobre esta guerra entre americanos e japoneses em pleno Oceano Pacífico. Nas mãos de diretores mais competentes do gênero, como Mel Gibson, Clint Eastwood ou até Christopher Nolan, sairia um filmaço. Mas uma bagunça completa nas mãos de um diretor brega resulta num filme desinteressante. Fuja dos cinemas.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Publicidade