Buscar
  • Matheus Mans

Academia Internacional de Cinema prepara cursos de férias


As férias de janeiro não precisam servir apenas como um período de descanso e relaxamento. Também pode ser uma boa oportunidade de aprender algumas coisas a mais e, assim, se aprofundar em alguma área específica de interesse. Uma das instituições de ensino que pensou nessa possibilidade é a Academia Internacional de Cinema (AIC). Presente em São Paulo e no Rio de Janeiro, a escola oferece um programa completo de cursos intensivos ao longo do mês de janeiro, com durabilidade que variam entre uma semana e um mês -- dependendo de qual dos doze cursos foi o escolhido.

É possível, dentro outras coisas, fazer intensivo de Cinema, Direção de Fotografia, Roteiro, Edição, Atuação para Cinema e TV, Documentário e até Maquiagem Cinematográfica. "Os cursos de férias trazem um perfil diferente de aluno. Aquele que precisa reservar um período curto e específico no ano para investir em formação. Muitas vezes por que trabalham em horários que não se ajustam a uma rotina de curso semestral ou anual, ainda que estes cursos sejam oferecidos em per&iacu te;odos diversos. Outras vezes, por que mora longe das capitais nas quais temos nossas unidades: Rio e São Paulo", disse Flávia Rocha, fundadora da Academia, ao Esquina.

Há, assim, uma diversidade de público envolvido com os cursos -- depende, afinal, de qual linha e segmento a pessoa está optando por seguir. No entanto, ainda assim, a AIC vê uma coesão dentre seus alunos. "Para a grande maioria [dos cursos] consideramos um público ao menos minimamente engajado com o desejo de fazer cinema ou conhecer melhor o cinema e seus expedientes. Neste espectro temos pessoas com as mais diferentes relações com os filmes, o que faz da sala de aula um ambiente riquíssimo de encontro", explicou Flávia Rocha em entrevista realizada por e-mail.

Um dos cursos mais procurados é o intensivo de férias de Cinema, oferecido há 14 anos. As aulas oferecem uma imersão na realização cinematográfica, com aulas durante todo o dia, de segunda a sexta, durante todo o mês de janeiro. O aluno aprende os principais aspectos da criação cinematográfica e experimenta cada passo do processo de produção de um filme, como roteiro, produção, direção, fotografia, som, direção de arte e edição.Trabalhando em equipes pequenas, os alunos assumem funções específicas dentro do set, e realizam um curta-metragem autoral ao final do intensivo.

Para Rocha, há uma clara importância de cursos preparatórios e intensivos como os oferecidos pela AIC para o audiovisual brasileiro. "Há um inegável salto de qualidade com o que é produzido para a TV. O público vem mostrando essa tendência no consumo de audiovisual e isso reflete imediatamente no desejo daqueles que produzem. Acompanhamos alunos pedindo para realizar projetos de piloto de TV no lugar de um curta-metragem, algo raríssimo há poucos anos. Nesse sentido, a aposta em um curso dessa natureza nasce de forma orgânica, como resposta a uma tendência inegável e que rapidamente se manifestou no dia a dia da escola."