Buscar
  • Matheus Mans

5 filmes para conhecer o escritor Stephen King


Isso é puro chute, mas arrisco dizer que Stephen King é o escritor mais adaptados para os cinemas e que ainda produz. Claro, se formos compará-lo com Júlio Verne, Agatha Christie, Conan Doyle, Shakespeare e os Irmãos Grimm, talvez o mestre do horror levasse um belo banho. Mas, ainda assim, acho que hoje em dia ele consegue ganhar em quantidade de nomes como James Patterson e Nicholas Sparks.

Se não em quantidade, qualidade é uma certeza. Mesmo tendo algumas obras duvidosas em sua bibliografia, King é dono de histórias que entraram no imaginário. Recentemente, It, a Coisa mostrou como a imaginação do escritor tem poder sobre a mente das pessoas, não é mesmo? Afinal, o longa se tornou um blockbuster instantâneo e já até ultrapassou o filme O Exorcista nas bilheterias.

O Esquina, então, foi um pouco além. Ao invés de ficar na superfície ou só falar do sucesso absoluto -- e merecido -- de It, mergulhamos na filmografia adaptada da obra de King para encontrar filmes que representam a imaginação do escritor, mas que não tão conhecidos e difundidos entre o público em geral. Preparado para passar muito medo e conhecer obras incríveis? Então vamos lá!

Ah, e deixamos alguns clássicos como À Espera de Um Milagre, O Iluminado e Um Sonho de Liberdade de lado de propósito, ok?

A Tempestade do Século

Filme longuíssimo, com mais de 250 minutos, que conta a história de uma pequena cidade prestes a receber uma violenta tempestade de neve. Ao mesmo tempo, um forasteiro bastante estranho chega na cidade e cria pânico e morte entre os moradores. Ele sabe tudo sobre todo. O policial da cidade tenta manter cada um em alerta contra a forte tempestade e o forasteiro, por sua vez, repete sem cessar "Dê-me o que quero e eu irei embora", sem explicar o significado exato destas palavras. O final é de tirar o fôlego e faz valer a pena as quatro horas de duração.

Eclipse Total

Dolores Claiborne (a ótima Kathy Bates) mora numa cidade do interior, onde trabalha como empregada de uma mulher muito rica. Esta um dia aparece morta, e Dolores é tida como principal suspeita. A filha, influente jornalista em Nova York, reencontra a mãe após vários anos na tentativa de ajudá-la, mas antes terá que superar os traumas de infância. Assustadoras descobertas virão à tona e deixarão o espectador com os ânimos à flor da pele. Bates, como sempre, está maravilhosa.

A Hora do Lobisomem

Inspirado num livro curioso de Stephen King -- que ganhará resenha no Esquina ainda esta semana --, A Hora do Lobisomem é considerado um dos melhores filmes sobre a criatura, junto com Grito de Horror e Um Lobisomem Americano em Londres. Aqui temos uma trama intimista que mostra a mudança no cotidiano da pacata Tarker's Mill, no interior dos EUA, que recebe a visita de um violento lobisomem. Cabe a um garoto cadeirante assumir a investigação de quem é o tal ser assassino. Apesar dos efeitos ruins e da aura de filme B, o longa-metragem vale a pena para fãs do gênero.

Louca Obsessão

Talvez seja o mais conhecido desta lista. Conta a história de uma mulher que resgata um famoso escritor na estrada, logo após sofrer um acidente. O que o homem não sabe é que a mulher é uma fã obcecada de sua obra e quer influenciar no restante de suas histórias. É macabra, interessante e, principalmente, muito assustadora esta produção com os astros Kathy Bates e James Caan. Indispensável para fãs de Stephen King e qualquer outro que goste de filmes de suspense.

Lembranças de um Verão

Robert Garfield é um fotógrafo de meia idade que, após a morte de um amigo, passa a relembrar seu passado, mais especificamente o verão de quando tinha apenas 11 anos. Foi uma época marcada pelas amizades e também pela chegada de um novo vizinho, Ted Brautigan. Robert já era órfão de pai naquela época e vivia com sua mãe, sendo que a memória de seu pai se apagava cada vez mais graças à amargura de sua mãe. Entretanto, é com a amizade e atenção de Ted que Robert passa a ter uma outra visão de seu falecido pai bem como as possibilidades que a vida lhe oferecia na época. Filmaço sobre amadurecimento. Vale a pena conhecer este outro lado da obra de King.