Buscar
  • Matheus Mans

‘Boneco de Neve’ e filme sobre Lygia Fagundes Telles chegam aos cinemas


Na semana mais fraca de novembro até agora, as estreias de filmes são as mais diversas e diferentes possíveis, mas a qualidade da maioria dos filmes está sendo posta em xeque pela crítica especializada. Um filme inspirado num romance de Jo Nesbo, por exemplo, está sendo massacrado, junto com uma estranha comédia com Mel Gibson que ninguém pediu continuação. Mas, ainda assim, há esperanças com um documentário nacional e um belo filme argentino.

O Esquina, então, selecionou as cinco principais estreias da semana e montou um cardápio para você saber o que assistir no final de semana. Além disso, selecionamos críticas sobre os filmes, de diversos veículos, para você saber um pouco mais sobre o que cada um está falando desses filmes -- seja bem ou seja mal. Afinal, o poder de decidir o que você deve ver está nas suas mãos. Ah, e é só clicar nas palavras em azul e negrito para ler a crítica completa!

A Vilã

Mais um filme coreano sobre vingança. Desta vez, acompanhamos a história de uma garota treinada desde a infância para ser uma assassina sanguinária e que aceita um acordo de trabalho que a libertará do ofício depois de dez anos de serviço. Mas mesmo depois de cumprir o prazo e começar a trilhar uma rotina normal, dois homens aparecem e a colocam de frente com seu passado. O Esquina não gostou do resultado. Afinal, o filme tem ótimas cenas de ação, mas conta com uma trama confusa e sem aprofundamento. O The Playlist foi na mesma linha. “A Vilã fica no limite da confusão. As Motivações são inacreditáveis ou deixadas sem explicação”, diz.

Boneco de Neve

Baseado num livro de Jo Nesbo, Boneco de Neve se passa num momento obscuro -- e frio -- da história. Quando uma mulher desaparece, a única pista deixada para trás é um cachecol rosa encontrado envolta de um estranho boneco de neve. O detetive Harry Hole (Michael Fassbender) começa suas investigações e percebe que o crime parece obra de um serial killer. Apesar da história original ser incrível, a recepção da imprensa estrangeira foi bem ruim. "Boneco de Neve erra rapidamente, permanentemente e em espiral, virando um pesadelo nonsense saído de um thriller nórdico do qual você sente que pode nunca mais despertar”, disse o The Telegraph.

Lygia, Uma Escritora Brasileira

Documentário sobre a vida de Lygia Fagundes Telles, contando todos os detalhes da trajetória pessoal e profissional dessa escritora brasileira desde a década de 1940 até os dias de hoje. A história da autora e de suas obras através do olhar de outros profissionais da área, amigos e familiares. O Esquina aprovou a produção. "Lygia é, sem dúvidas, a maior escritora brasileira ao lado de Clarice Lispector -- se ignorarmos a nacionalidade ucraniana desta última. Por isso, nada mais justo do que ela receber um documentário poético, belo e completo como este", disse.

Ninguém Está Olhando

Nico é um ator argentino que tomou uma decisão que pode mudar sua vida para sempre: após romper de maneira abrupta o relacionamento às escondidas que tinha com Martin, seu produtor numa série de TV, decidiu abandonar sua carreira promissora para começar do zero em Nova York. Apalavrado com um filme que será rodado por um expoente do novo cinema mexicano, ele precisa encontrar meios de se manter na cidade enquanto as filmagens não começam. Para tanto, cuida do bebê de uma amiga e aplica pequenos golpes. O Adoro Cinema não aprovou, por conta de problemas de roteiro e uma trama novelesca demais. Já o Esquina gostou do resultado: "apesar de claros problemas narrativos, o filme consegue prender o espectador e criar um relato pulsante de um homem que se refugia em Nova York."

Pai em Dose Dupla 2

Mel Gibson se envolveu em vários escândalos -- bateu na esposa, ofendeu judeus e por aí vai. No entanto, ele estrela esta comédia natalina. Pois é. No centro da trama, Brad (Will Ferrell) e Dusty (Mark Wahlberg) precisam lidar com uma nova situação complicada: a súbita aparição de seus pais (John Lithgow e Mel Gibson), que possuem comportamentos bem diferentes. O Tarja Nerd não gostou do que viu. "Além de alguns clichês, Pai em Dose Dupla 2 é idêntico ao primeiro filme da franquia. Nada muda", afirmou o site.