Buscar
  • Matheus Mans

Crítica: 'Ataque dos Zumbis' é filme divertido que se perde em exageros


Gênero que nasceu com o clássico A Noite dos Mortos-Vivos, os filmes sobre zumbis ganharam diversas leituras e compreensões no cinema da atualidade. Nós temos histórias grandiosas (Guerra Mundial Z e Invasão Zumbi), tramas mais introspectivas (A Noite Devorou o Mundo e Maggie) e engraçadinhos, unindo horror e comédia (Zumbilândia e Meu Namorado é um Zumbi).


O novo Ataque dos Zumbis, que tem um título original mais criativo de Office Uprising, segue por esse último caminho. Dirigido pelo dublê e cineasta Lin Oeding (Perigo na Montanha), o longa-metragem conta a história de um funcionário fracassado (Brenton Thwaites) de uma fabricante de armas que se vê no meio de um ataque zumbi em seu escritório. O motivo? Um energético.


Cheio de piadinhas e sacadinhas pouco originais, como uma "lista" muito parecida com a que vemos em Zumbilândia, o longa-metragem se esforça muito para fazer graça. O grande problema é que Oeding não tem força pra isso. O cineasta, que já trabalhou como dublê em filmes como O Protetor e A Origem, não tem tino para piadas e erra o momento da graça.

Com isso, rapidamente, Ataque dos Zumbis fica saturado. Parece que o cineasta está tentando, a todo o momento, esfregando histórias e piadinhas na cara do espectador pra mostrar como a produção é espirituosa. Aí não funciona. Dá pra dar risada nos primeiros quinze ou vinte minutos, mas não mais do que isso. Rapidamente, e sem freios, o longa fica chato e cansativo.


No entanto, por outro lado, Oeding dirige muito bem a ação das cenas. Tudo é frenético, é empolgante, é veloz -- lembrando, em muitas cenas, o desespero e a claustrofobia de Alive. Há potencial e energia em muitas das cenas aqui mostradas, deixando tudo ainda mais rápido, instantâneo. A forma que o diretor explora o cenário do escritório também ajuda nessa imersão.


Se não fosse tanto exagero nas piadas, nessa mistura pouco criativa de Zumbilândia e Mayhem, o filme seria muito melhor -- algumas piadas encaixadas aqui e ali, numa trama vigorosa, seria muito mais divertido e memorável. Da forma que ficou, Ataque dos Zumbis é apenas uma ideia interessante que não chega lá nunca. É um passatempo, direcionado pra quem gosta de zumbis.

#Cinema #Filme #Crítica #Comédia

0 comentário