top of page
Buscar
  • Foto do escritorMatheus Mans

Crítica: 'Nosso Lar 2' não consegue encantar, emocionar ou entreter



Quatorze anos se passaram desde a estreia de Nosso Lar, um dos maiores sucessos do cinema nacional. Nesta quinta-feira, 25, esse tempo de espera chega ao fim com a estreia de Nosso Lar 2: Os Mensageiros. Novamente dirigido por Wagner de Assis e inspirado no livro de Chico Xavier, o longa-metragem acompanha uma história totalmente diferente, mas no mesmo ambiente.


Na história, o médico André Luiz junta-se a um grupo de espíritos mensageiros da cidade espiritual Nosso Lar liderados por Aniceto na missão de ajudar a salvar projetos de vidas que estão prestes a fracassar. São três protegidos com histórias interligadas: Otávio, médium que se desvirtua de sua missão; Isidoro, líder de uma casa espírita; e Fernando, empresário responsável pelo financiamento do projeto de criação da oficina espiritual. Todos interligados.


Apesar do número dois no título, vale dizer que Nosso Lar 2 não é necessariamente uma continuação. É claro que é preciso saber de toda a dinâmica espiritual que se estabeleceu no primeiro filme, ou ainda nos livros de Chico Xavier que deram origem às histórias. Mas Os Mensageiros acaba trazendo novos personagens. Dá pra entender tudo sem acompanhar. Isso, é claro, é um bom atrativo para o filme nesse novo cenário desafiador do cinema nacional.



O primeiro grande problema do filme está nessa quantidade de histórias. É maçante, cansativo e até mesmo desesperador. São muitos personagens enfiados dentro de um roteiro que não sabe muito bem como falar sobre isso tudo sem se tornar exageradamente mecânico, didático e até mesmo doutrinador -- algo que o primeiro filme não tinha apresentado tão duramente.


Não há naturalidade na forma que a história surge, afastando qualquer possibilidade de emoção. Personagens também não criam vínculos com o público, já que surgem e desaparecem da narrativa exageradamente -- Edson Celulari, por exemplo, é um dos protagonistas, mas fica vários minutos desaparecido da tela, interrompendo a jornada do personagem para dar espaço para outras narrativas que não são realmente necessários. É um vai e vem sem condições.


O elenco também parece um tanto perdido sobre como a história se desenvolve. As emoções são despontuadas, um tanto perdidas na narrativa. O filme perde qualquer ancoragem e a sua relação com o público. E assim, termina de um jeito melancólico: não tem emoção, não tem encanto, também não funciona como entretenimento. É ruim demais. Uma pena.


 

7 comentários

7 kommentarer


Sr Santini
Sr Santini
09. feb.

Deveria ser proibido usarem dinheiro público em filmes doutrinários, não gostaria de ver meu dinheiro sendo usando em filmes pra divulgar o espiritismo, algo que vai contra a fé da maioria das pessoas.

Synes godt om

Roseli Zabukas
Roseli Zabukas
03. feb.

Desculpe, o problema não está no filme, mas no critico que não entendeu nada! O foco deve estar no conteudo, narração, roteiro, atuação dos ótimos atores e não nas limitaçoes de produçao cenográfica. É um filme pra se aprender, conhecer a doutrina espírita e claro q eh preciso utilizar o cérebro pra decodificar as msg, prestar atenção nas muitas informaçoes sobre a compkexidade do tema. Não, não é o filme da Barbie efeitos especiais mastigado por um programa complexo de marketing.

Por favor vão ao cinema e tirem as suas pp conclusões e prestigiem o cinema brasileiro!!

Synes godt om
Sr Santini
Sr Santini
09. feb.
Svarer til

Barbie é bem melhor que essa porcaria

Synes godt om

Wender Imperiano
Wender Imperiano
01. feb.

É importante frisar que o filme possui momentos doutrinários bem marcantes, lições de vida bem interessantes. Contudo, quando o assunto é técnico, deixa muito a desejar. Roteiro, interpretações, efeitos especiais e etc bem fraquinhos. Achei uma pena, pois levei minha filha na esperança de sairmos leves e emocionados, mas saímos confusos e com a sensação de que o filme acabou sem mais nem menos. Acho que o espírita médio tem que fazer muito esforço mental para conseguir justificar que esse filme é razoavelmente bom.

Synes godt om

Fco Clay
Fco Clay
29. jan.

'Nosso Lar 2' não consegue encantar, emocionar ou entreter????

Como assim???? Me desculpe, mas acredito que vc não entende a respeito da doutrina espiríta ou do que se trata os ensinamentos da doutrina espiríta,

O filme tem as suas particularidades, nuanças e mostra bem o que se propõe a falar e expor naquilo que se determinou a mostrar, é claro, que um filme não retrata muito mais como o livro, mas acredito que mostrou o essencial ao que se refere o filme.

Poucos tem sensibilidade para entender e compreender o que o filme que mostrar, e qual o sentido fundamental do tema relatado nesse obra... 

Para aqueles que querem entender mais sobre o assunto, sugiro que leiam mais a respeito…


Synes godt om

Sandra Cabral
Sandra Cabral
28. jan.

Nossa, tive uma impressão bem diferente do que foi comentado. O filme cria expectativa, prende a atenção, traz uma mensagem poderosa, diz a real e emociona. Super vale a pena!

Synes godt om
bottom of page