• Matheus Mans

Os 5 melhores filmes de 2020 até agora


2020 está sendo um ano atípico para os cinemas. Afinal, se considerarmos apenas os lançamentos nos cinemas, temos títulos apenas até março. Depois disso, a quarentena já começou e os lançamentos ficaram restritos ao streaming e VoD -- e, convenhamos, acabaram deixando apenas produções medianas e sem relevância. Os cinéfilos estão num período difícil.


Assim, abaixo, fizemos a lista dos cinco melhores lançamentos de 2020, tenham eles sido lançados diretamente em digital ou na sala escura. Vale ressaltar que consideramos a data de lançamento no Brasil - se o filme é de 2019, mas chegou ao Brasil só neste ano, ele entra na lista. Se você tiver alguma sugestão ou crítica sobre a lista, deixe nos comentários!


5. Emma





Título: Emma.

Direção: Autumn de Wilde

Elenco: Anya Taylor-Joy, Bill Nighy, Mia Goth, Johnny Flynn

Nota do filme: 7,8

1. Originalidade: 7,0

2. Qualidade Técnica: 9,0

3. História: 9,0

4. Atuações: 8,0

5. Caráter Mobilizador: 6,0


Justificativa: As histórias de Jane Austen já foram adaptadas à exaustão. Por isso, sempre que um novo filme inspirado em sua obra é anunciado, há uma certa desconfiança. No entanto, Autumn de Wilde conseguiu trazer um frescor de originalidade nesta obra protagonizada por Anya Taylor-Joy e Bill Nighy. Afinal, ainda que a personagem Emma continue um tanto quanto insuportável, o visual do filme e a maneira inteligente que a cineasta aproveita o clima da trama são refrescos bem-vindos. Não é um filme perfeito, mas traz um pouco de cor à tempos cinzas.


4. Você Não Estava Aqui







Título: Você Não Estava Aqui

Direção: Ken Loach

Elenco: Kris Hitchen, Debbie Honeywood, Rhys Stone

Nota do filme: 8,4

1. Originalidade: 7,5

2. Qualidade Técnica: 8,0

3. História: 9,0

4. Atuações: 8,0

5. Caráter Mobilizador: 9,5

Justificativa: O diretor Ken Loach se tornou uma das vozes mais ativas e eloquentes para falar sobre as dores do mundo atual -- refém de burocracias, tecnologia e de um neoliberalismo cada vez mais cruel. Depois de dividir opiniões com o contundente Eu, Daniel Blake, o cineasta acertou em cheio com Você Não Estava Aqui, um filme poderoso sobre uma família entrando em estado de desgraça com a "uberização". É um filme poderoso, necessário e que traz algumas das discussões mais pertinentes e urgentes para tempos atuais. Filmão obrigatório para assistir.


3. Instinto






Título: Instinto

Direção: Halina Reijn

Elenco: Carice van Houten, Marwan Kenzari, Marie-Mae van Zuilen

Nota do filme: 8,4

1. Originalidade: 8,5

2. Qualidade Técnica: 8,0

3. História: 9,0

4. Atuações: 8,0

5. Caráter Mobilizador: 9,5


Justificativa: Um dos filmes mais ousados e provocativos do ano. Uma pena que tenha passado batido. Instinto, que foi o indicado da Holanda ao Oscar 2020, conta a história de psicóloga que se apaixona por um criminoso acusado de agressão sexual -- e que ela está se encontrando para avaliar os avanços do prisioneiro. A partir daí, a diretora Halina Reijn versa sobre abusos e os problemas de uma relação de poder podre desde o começo. Ao final, sem ser apelativa, a cineasta provoca o espectador a pensar sobre a relação, seus caminhos e a ética dessa história.


2. Honeyland






Título: Honeyland

Direção: Tamara Kotevska, Ljubomir Stefanov

Elenco: Hatidze Muratova, Nazife Muratova, Hussein Sam

Nota do filme: 9,0

1. Originalidade: 8,5

2. Qualidade Técnica: 10,0

3. História: 9,0

4. Atuações: 8,0

5. Caráter Mobilizador: 9,5


Justificativa: O filme mais sensível e delicado de 2020. Por pouco, muito pouco, não arrebatou o primeiro lugar. E não é pra menos. Honeyland, que foi indicado ao Oscar em Melhor Filme Internacional e Documentário, emociona ao contar a história de uma mulher, no interior da Macedônia do Norte, que sobrevive criando abelhas. No entanto, sua vida é virada de cabeça pra baixo quando vizinhos chegam ali. É lindo, é inspirador e tão bem feito e filmado que nem se parece com um documentário: há clímax, anticlímax, personagens bem construídas. Filmaço.


1, Adoráveis Mulheres






Título: Adoráveis Mulheres

Direção: Greta Gerwig

Elenco: Saoirse Ronan, Emma Watson, Florence Pugh, Laura Dern, Meryl Streep

Nota do filme: 9,2

1. Originalidade: 8,5

2. Qualidade Técnica: 10,0

3. História: 10,0

4. Atuações: 9,0

5. Caráter Mobilizador: 8,5


Justificativa: Depois de Lady Bird, a diretora Greta Gerwig conseguiu apresentar um filme ainda mais maduro. Adoráveis Mulheres faz uma nova adaptação do romance Mulherzinhas, que já ganhou uma série sem fim de versões para cinema, TV e até rádio. Aqui, porém, a cineasta soube adaptar o longa-metragem aos tempos atuais -- mesmo com a história se passando há décadas -- com personagens interessantes e uma narrativa absolutamente deliciosa. Difícil não se entregar à Adoráveis Mulheres, um dos melhores filmes do Oscar e melhor filme do período.


****


** Em caso de empate, o Esquina compara as notas conforme ordenadas na lista acima, indo de originalidade para qualidade técnica, depois história, para atuações e, por fim, caráter mobilizador.


*** As notas diferem entre listas de rankings por conta da diferença dentro de seus universos. A nota de qualidade técnica pode fica maior na lista nacional por conta da comparação direta com outros concorrentes, enquanto diminui no ranking mundial.

#Lista #Cinema #Filmes #MelhoresdoAno #Ranking