'A Verdadeira História da Ficção Científica' é deleite para fãs do gênero

19/05/2018

Quando falamos em ficção científica, o que vem à mente? Star WarsStar TrekAlien? Ou filmes um pouco mais cults, como 2001: Uma Odisseia no Espaço ou o recente A Chegada? Ou, ainda, a lembrança vem na literatura com Philip K. Dick ou Isaac Asimov? Independente da sua lembrança inicial, duvido muito que alguém tenha se lembrado de coisas com mais de um século de existência -- no máximo lembrou de Frankenstein, de dois séculos atrás.

 

Afinal, parece que a história da ficção científica é algo muito recente, que ainda está se desenvolvendo e criando suas bases. Mas nada disso: o livro A Verdadeira História da Ficção Científica, da Editora Seoman, está sendo publicado no Brasil para provar o contrário. Com uma escrita teórica, mas de fácil entendimento, a obra de Adam Roberts -- professor de literatura na Universidade de Londres -- mostra como a FC vai além do que imaginamos.

 

Como o próprio subtítulo da obra diz, a trajetória narrada por Roberts -- com um extenso embasamento -- mostra como ela surgiu, ainda de maneira incipiente na Grécia antiga (pois é!), cercada de preconceito, e como caminhou ao decorrer das décadas até ser abraçada pelo grande público com obras de romperam barreiras no cinema, na literatura e na televisão. É uma trajetória lenta, mas ascendente, e que é incrível de ser lida.

 

Afinal, Roberts vai além do óbvio e consegue trazer à tona histórias que, para o público em geral, pareciam batidas e poderiam não ser reconhecidas como ficção científica -- como um exercício de imaginação feito por gregos do que eram os buracos na Lua ou, ainda, simpáticas trovas sobre o mistério do Cosmos. É surpreendente, é interessante e quase inédito.

 

Para o grande público, porém, A Verdadeira História da Ficção Científica deve engrenar de vez a partir das teorias, histórias e estudos sobre Frankenstein. Antes disso, é claro, as coisas são um pouco nebulosas e pouco conhecidas -- é difícil, mesmo compreendendo a importância de tais obras, identificá-las como ficção científica como a que conhecemos hoje. É maravilhoso ler sobre as descobertas e os avanços do gênero a partir de então.

 

Até a escrita de Roberts, ainda que ele seja especializado em literatura do século XIX, parece ficar mais confortável e fluída, diminuindo um pouco o excesso de referências e citações e deixando o texto mais claro e leve. As observações sobre quadrinhos, pouco abordados em estudos do gênero, também dão peso à narrativa e a tornam ainda mais completa. É, de fato, um estudo definitivo sobre a ficção científica e como ela impacta a literatura mundial.

 

É interessante, também, ver as observações do autor sobre obras do século XXI "de gênero" para jovens -- Harry Potter , Crepúsculo Jogos Vorazes - chegando até os filmes da Marvel e Jurassic World. Há até uma boa problematização de Robertson sobre as atuais produções e que chamam a atenção para aspectos pouco observados sobre o gênero. 

 

Assim, A Verdadeira História da Ficção Científica é um deleite para fãs do gênero. Não só um relato definitivo sobre sua história através dos séculos como, também, é um verdadeiro guia para que as pessoas se orientem frente às novas produções que pipocam por aí e tentam abarcar no sucesso da FC -- seja nos quadrinhos, nos games, no cinema ou na literatura. É um livraço obrigatório e que merece um espaço na sua estante.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Publicidade