Cinco livros para conhecer o escritor James Patterson

24/06/2018

Concordo imensamente com a crítica de Nelson de Oliveira, na Ilustrada, em 2012: os livros do norte-americano James Patterson são como sorvetes, não tem qualquer valor nutricional, mas são irresistíveis. Afinal, o autor tem um estilo de escrita um pouco mais mecânico do que os seus "concorrentes", como Harlan Coben, e histórias um mais plastificadas.

 

Ainda assim, não dá pra dizer que seus livros são chatos ou ruins. Pelo contrário: é uma delícia passar algumas horinhas lendo os romances policiais -- e, às vezes, juvenis -- de Patterson, que se consagrou como um dos escritores que mais vendem e um dos mais bem pagos de todo o mundo. É interessante, então, no mínimo conhecer o tipo de literatura do americano.

 

Esquina, assim, selecionou cinco livros indispensáveis para quem está começando agora a se aprofundar um pouco na literatura policial e quer saborear as histórias de Patterson:

 

1.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Título: O Dia em Que o Presidente Desapareceu

Páginas: 504

Editora: Record

Link para compraamzn.to/2JUC7Jf

 

 

Sobre o livro: Mais recente livro de Patterson, escrito em parceria com o ex-presidente americano Bill Clinton, O Dia em Que o Presidente Desapareceu é um thriller intenso, sufocante e com um jogo político interessantíssimo, pouco visto em outras obras do autor. Na história, como o próprio título diz, acompanhamos o desdobrar das revelações e acontecimentos que cercam o sumiço do maior líder mundial -- o presidente dos EUA. É intenso, divertido e complexo, perfeito para quem busca um romance policial com toques políticos.

 

2.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Título: O Dia da Caça

Páginas: 224

Editora: Arqueiro

Link para compraamzn.to/2LTsbNj

 

 

Sobre o livro: Um dos mais interessantes e emocionantes livros de Patterson sobre o personagem Alex Cross, um investigador forense. Na história, ele é chamado para investigar um caso de assassinato, deparando-se com a cena de crime mais terrível que já viu em toda a sua carreira: uma família inteira foi morta dentro de casa. Tudo fica ainda mais chocante quando ele descobre que uma das vítimas é Ellie Cox, sua ex-namorada dos tempos de faculdade. Furioso, Cross decide pegar o assassino a qualquer custo. Intenso e arrebatador, é o livro mais forte e entusiasmante da franquia Alex Cross.

 

3.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Título: Bruxos e Bruxas

Páginas: 288

Editora: Novo Conceito

Link para compraamzn.to/2Ms6q8y

 

 

Sobre o livro: Primeiro livro de uma franquia juvenil de Patterson, mas que serve também para os adultos que buscam uma boa e divertida fantasia distópica. A história é simples: os irmãos Allgood vivem numa sociedade onde as pessoas são acusadas de bruxaria se resolverem mexer com música, livros, internet, arte ou vaidade. Pra escapar desse mundo, então, eles vão ter que apelar pra magia. Bruxos e Bruxas tem uma trama agradável, pouco complexa e que serve com perfeição para passar o tempo e relaxar a cabeça.

 

4.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Título: Zoo

Páginas: 288

Editora: Arqueiro

Link para compraamzn.to/2tdCTqe

 

 

Sobre o livro: Para quem quer ler um romance de Patterson com toques distópicos, mas não quer se entregar ao livro infantojuvenil, Zoo é uma boa pedida. A trama mostra uma doença se alastrando pelo mundo. Inexplicavelmente, animais passam a caçar humanos e a matá-los de forma brutal. A princípio, parece ser algo que se dissemina entre criaturas selvagens, mas logo os bichos de estimação também mostram suas garras e as vítimas se multiplicam. Cabe à um biológico, então, deter a escalada do vírus. Ótimo pra ler depois do filme Safári.

 

5.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Título: 4 de Julho

Páginas: 224

Editora: Arqueiro

Link para compraamzn.to/2LSR8sh

 

Sobre o livro: Policial exemplar, a tenente Lindsay Boxer não podia vacilar: era matar ou morrer. Ela estava na mira de uma arma. Se não puxasse o gatilho da sua pistola, a Polícia de São Francisco perderia um dos seus melhores oficiais. Lindsay não teve dúvida, afinal era legítima defesa. O resultado: uma adolescente morta, uma cidade dividida e a tenente no banco dos réu. Um livraço de Patterson e um de seus melhores suspenses. Difícil desgrudar das páginas.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Publicidade