• Matheus Mans

5 melhores filmes do cineasta Christopher Nolan


Sempre cercado de polêmica e de embates entre admiradores e críticos de seu trabalho, o cineasta Christopher Nolan deu mais um passo em sua carreira na última quinta-feira, 27, ao lançar seu primeiro filme de guerra -- o elogiado Dunkirk. O longa-metragem é o décimo de sua filmografia e consolida Nolan como um dos principais nomes do cinema moderno em atividade.

Por isso, o Esquina fez um ranking dos cinco melhores filmes do diretor, indo do quinto ao primeiro colocado. No final do ranking, ainda explicamos, de maneira rápida e sucinta, o motivo de ter deixado os outros cinco filmes de fora. E não deixe de participar: escreva nos comentários, abaixo da matéria, quais são os seus filmes preferidos do diretor inglês -- e quais são os que você menos gosta, é claro.

5. Insônia. Filme pouco comentado, e até criticado, mas que tem uma qualidade acima da média quando comparado com outras produções do gênero. Aqui, conta-se a história de um detetive (Al Pacino) que precisa encontrar provas para incriminar um criminoso confesso (Robin Williams). Além das atuações espetaculares da dupla principal, o filme chama a atenção pelo cuidado na produção -- que usa um cenário ártico para causar a sensação de insônia nas personagens -- e pela direção madura, ainda que seja o primeiro grande filme de Nolan. Pena que o roteiro se perde um pouco.

4. Amnésia. Este filme está aqui não por sua execução, mas pelo seu roteiro: Amnésia trabalha com um roteiro às avessas, contando a história de um homem que não lembra de seu passado de trás para frente. Com isso, a trama é uma das inventivas do cinema e não conseguiu ser copiada desde então -- Shimmer Lake, filme recente da Netflix, tentou usar a ideia e não conseguiu. E o final, mesmo com esta estrutura, é surpreendente, deixando a audiência de queixo caído. Só falha por perder o ritmo no metade da história, deixando-a um pouco arrastada.

3. Dunkirk. Novo filme de Nolan e primeiro a falar sobre guerra. Aqui, conta-se a história de um grupo de oficiais que ficam encurralados pelo exército alemão logo no começo da 2ª Guerra Mundial. Bem mais curto que os outros filmes de Nolan, Dunkirk vai direto ao ponto e não perde tempo com frivolidades, deixando o espectador imerso em um cenário de guerra extremamente real. É um dos melhores filmes do gêneros nos últimos anos, mas só não escala posições melhores no ranking pela falta de desenvolvimento de personagens na história.

2. A Origem. Com um dos finais mais polêmicos e debatidos da história, A Origem é uma aula de fazer cinema. O roteiro é impecável, trabalhando com profundidade a história de um homem que navega nos sonhos das pessoas -- deixando, ainda, margem para que exista um questionamento por parte de espectadores. Além disso, a produção do longa-metragem é estupenda: com efeitos visuais bem pensados e elementos cinematográficos colocados nos pontos certos, A Origem mostra que é possível fazer um filme impecável do começo ao fim.

1. Batman: O Cavaleiro das Trevas. Sem dúvidas, a obra-prima de Nolan, seja pela qualidade da produção ou pelos parâmetros que quebrou no universo dos heróis. Afinal, Batman: O Cavaleiro das Trevas é o primeiro filme de um herói a se levar totalmente a sério, com uma trama densa, bem elaborada e com um vilão inesquecível, que entrou para a história. Tudo isso com a direção apurada de Nolan, que fez com dosou todos os elementos e tomou cuidado para a trama não se influenciar com as histórias de heróis que estavam surgindo no mercado.

#Lista #Cinema #Ranking