• Matheus Mans

CCXP 2018: Fox impressiona com cena de 'X-Men: Fênix Negra'


O painel da Fox começou morno nesta sexta-feira, 7, na quinta edição da CCXP. Apresentações de trechos de filmes como Dragon Ball Super: Broly, O Menino que Queria ser Rei e Alita: Anjo de Combate não causaram o impacto previso no público presente -- ainda mais na apresentação deste último filme, dirigido por Robert Rodriguez, que ao invés de mostrar um trecho inédito do filme, sorteou uma exibição para cinco pessoas num auditório de quase 3,5 mil. As vaias coçaram na garganta.

Mas tudo melhorou quando as atrizes Sophie Turner (Game of Thrones) e Jessica Chastain (Armas na Mesa) e o diretor Simon Kinberg (produtor de Logan) subiram ao palco. Para delírio do público, a dupla de estrelas se mostrou simpática e solicita. Jessica Chastain, logo que subiu no tablado, exclamou como era impressionante a quantidade de pessoas. "Dá ate um pouco de medo", brincou a atriz, que logo se soltou e chegou a deitar no chão com Sophie para conseguiu enxergar o imenso telão da sala.

Logo elas e o diretor começaram a dar detalhes de Fênix Negra, filme da saga que deve encerrar, em junho de 2019, a participação do elenco formado por, dentre outros, por James McAvoy, Michael Fassbender e Jennifer Lawrence. "É minha história favorita do universo de X-Men", confessou Kinberg durante a apresentação. "Mas é uma história bem complicada. Não quisemos colocar elementos de outras tramas para podermos deixar tudo muito completo. A ideia era seguir a história da maneira mais fiel possível."

Durante o painel, para delírio dos presentes, foi exibida uma cena de cerca de 20 minutos da produção. E o que foi visto impressionou. Na sequência, os mutantes são enviados, por ordem do Professor Xavier (McAvoy) para uma missão no espaço com o objetivo de resgatar uma nave perdida. Só que logo as coisas saem dos trilhos quando Jean Grey (Sophie Turner, a tal Fênix Negra) fica presa na espaçonave e recebe uma forte carga de energia. É o começo de uma trama sombria e, aparentemente, violenta.

"A personagem da Jean Grey está muito diferente", contou a atriz Sophie Turner durante o painel da CCXP. "Tem uma força cósmica que toma conta dela. É muito diferente do que tínhamos visto com ela até então. É o papel mais empoderado e desafiador que tive até então". Aliás, falando em empoderado, fica clara a força feminina em Fênix Negra. Logo no final da sequência apresentada, uma cena entre Jennifer Lawrence e McAvoy termina com a atriz falando que o grupo precisa se chamar X-Woman. Afinal, segundo ela, são sempre as mulheres que estão salvando a pele dos poderosos mutantes.

"Eu sempre gostei de ver mulheres chutando algumas bundas", disse Chastain, que ficou um pouco de lado no painel por não poder revelar detalhes sobre sua personagem, ainda mantida sob sigilo. Mas, depois de muito insistência, ela aceitou falar um pouco mais sobre seu papel. "Tenho a boa oportunidade de combater todos os X-Men durante o filme", contou Chastain sob aplausos. "Temos uma boa história, focada nos personagens. Foi bom de gravar e de conhecer pessoas importantes como a Sophie."