• Matheus Mans

CCXP 2018: Sony surpreende com Jake Gyllenhaal, Tom Holland e Tessa Thompson


Havia mostras de que a Sony Pictures estava preparando uma boa surpresa para a quinta edição da CCXP, que se encerra neste domingo, 9, sem São Paulo. Afinal, o painel da gigante do entretenimento indicava duas horas de duração na programação oficial do evento. Mas, estranhamente, nenhuma atração confirmada. Será que iam passar algum filme? Iam enrolar, como outros estúdios já fizeram em edições passadas? Qual era a saída para a Sony nesta sua exibição? O resultado se mostrou melhor que o esperado.

A grande surpresa -- e que fez o auditório da CCXP vir abaixo de tantos gritos e comemorações -- foi a presença do elenco de Homem-Aranha: Longe de Casa, formado por Tom Holland, Jake Gyllenhaal e Jacob Batalon. Apesar de alguns rumores que surgiram no início da manhã de que eles estariam presença, nada havia sido confirmado pela organização do evento ou pela Sony. "Eu sou péssimo em manter meus segredos", confessou Holland, intérprete do Homem-Aranha, ao ser indagado sobre a missão de vir ao Brasil sem falar pra ninguém ou dar explicações sobre o seu paradeiro.

O trio, além de falar um pouco sobre seus personagens, apresentou um trailer inédito do novo filme do "cabeça de teia" -- que deverá ser lançado mundialmente apenas na próxima semana. No vídeo, Homem-Aranha vai para a Europa, junto com Ned (Batalon) e seus amigos. Só que lá acaba se envolvendo com Nicky Fury (Samuel L. Jackson) e com o vilão do longa-metragem, o Homem-Hídrico. E aí, inesperadamente, surge o vilão Mystério, até então inédito na franquia, interpretado pelo superastro Jake Gyllenhaal.

"Vocês ficariam chocados se soubessem o que o Ned vai fazer nesse filme", adiantou Batalon, um dos melhores amigos de Peter Parker. Holland, enquanto isso, soltou uma pequena informação que animou os fãs presentes: "são vários super-heróis presentes nesse filme. Era meu sonho algo assim", contou. "Além disso, quando você pensa em um filme como o do Homem-Aranha, logo acha que tudo foi feito em fundo verde. Nada disso. Fomos para Veneza, usamos cenários reais. Foram muitas gravações incríveis."

Gyllenhaal ficou um pouco de lado no painel, pois pode falar pouco sobre seu personagem e, infelizmente, foi o último a entrar no palco -- sendo que a apresentação da Sony já estava avançando sobre o tempo do painel seguinte, da Netflix. Mas deu um emocionado depoimento sobre Stan Lee, morto no final deste ano. "As ideias dele podem viver em cada um de nós, para sempre", disse o ator. Holland completou: "Stan era um homem incrível. Influenciou bilhões de pessoas. Eu só queria a aprovação dele."

Mais surpresas. Além da presença do trio de Homem-Aranha: Longe de Casa, a Sony trouxe outras duas boas surpresas. A primeira delas foi a presença da atriz Tessa Thompson (Thor: Ragnarok, Creed), que interpreta a nova agente do filme MIB: Internacional -- junto com Chris Hemsworth. "É a sequência da franquia que todos nós amamos, só que com um cenário mais internacional", contextualizou a atriz. "Rezei para o espírito do Lee Jones e do Will Smith entrarem no meu corpo pra minha atuação."

No trailer exibido pela primeira vez na CCXP, MIB: Internacional mostrou que a franquia pretende continuar com o bom-humor, mas expandindo o alcance da agência que captura alienígenas -- há até uma rápida cena no Rio de Janeiro. Liam Neeson e Emma Thompson completam o elenco. "E um detalhe importante: dessa vez, nenhuma filha do Neeson vai ser raptada", disse Tessa, se referindo ao clássico da ação Busca Implacável.

Além disso, o diretor Adam Robitel (de Sobrenatural: A Última Chave) veio ao Brasil apresentar seu novo projeto, Escape Room -- com estreia prevista para janeiro de 2019. "As escape rooms são muito visuais, muito cinematográficas", disse o diretor durante painel na CCXP. "Recebi o roteiro usando essa ideia para um filme e adorei. É um filme sobre traumas e sobre pessoas tendo que enfrentá-los, como numa terapia. A gente misturou o medo de cada pessoa, de cada personagem, com a psicologia de cada um."

#Matéria #CCXP2018 #Coberturaespecial #Reportagem #Cinema