• Matheus Mans

CCXP 2019: Marvel decepciona com painel sem surpresas


Antes de Kevin Feige subir ao palco, o público no auditório da CCXP estava em polvorosa. Será que Scarlett Johansson estava ali? Será que Deadpool 3 seria anunciado? Será que o chefão da Marvel iria introduzir os X-Men e Quarteto Fantástico ao universo do estúdio? Eram várias apostas. "Kevin Feige não viaja de brincadeira", disse um fã por ali.

Feige pode não ter viajado para brincadeira. Mas, sem dúvidas, viajou para passear. O alto executivo da Marvel, que parecia dar um tom ainda mais oficial para a CCXP, subiu ao palco ovacionado e, 21 minutos depois, saiu sem grandes novidades. Como saldo, apenas teaser de Os Eternos -- que ainda está em produção -- e cena de Viúva Negra.

Além disso, algumas imagens de novas séries do Disney+ e um pôster novo de Viúva Negra -- que, ainda, foi distribuído no final do painel para todo o público ali presente.

Foi um banho de água fria. Ainda que seja interessante ver o chefão da Marvel "de perto", sua vinda parecia representar uma elevação no nível da CCXP. Mais do que ser um momento para "gringos viajarem no Brasil", o festival poderia mostrar que está aqui para apresentar novidades e fazer a imprensa mundial se movimentar ao seu redor.

Ao sair apenas com o trailer de Os Eternos na bagagem, Feige mostra que o Brasil está muito, muito, muito longe de ser o epicentro de novidades como é lá em San Diego.

E ao final do painel, parte do público saiu triste. A maioria dali de dentro do auditório dormiu no chão do estacionamento do São Paulo Expo para o painel. Uns, mais ousados, ficaram 42 horas na fila para não ter risco de perder a apresentação de Feige. "Foi uma decepção", disse o mesmo fã que, no começo, disse que ele não vinha pra brincadeira.

O que esperar de 'Os Eternos'?

Kevin Feige não falou muito sobre Os Eternos. Só disse que está em produção e que o Brasil -- mais especificamente, a CCXP -- seria privilegiada com uma olhada no trailer.

E, realmente, a produção parece estonteante. Angelina Jolie, claramente, assume o protagonismo do time. Mas há detalhes visuais, culturais e de ambientação que saltam aos olhos. Há cor, há força de equipe, há diversidade. Além de Jolie, Kumail Nanjiani, Salma Hayek e Barry Keoghan também chamam a atenção. Agora, é esperar para ver.