Buscar
  • Giulia Costa

Crítica: 'As Panteras' é divertido, feminista e cheio de ação


Ao invés de reciclar a história como os remakes que andam tomando conta de Hollywood, a nova versão de As Panteras chega aos cinemas como uma continuação da franquia. Com um novo enredo e novas protagonistas, o roteiro e direção de Elizabeth Banks entregam um longa-metragem divertido, cheio de cenas de ação e bastante influenciado pelo feminismo. O filme estreia nesta quinta-feira, 14.

O longa conta a história de Elena (Naomi Scott), cientista que desenvolve tecnologia capaz de gerar energia, mas que em mãos erradas pode ter graves consequências para a humanidade. Após alertar seu chefe sobre os perigos do dispositivo, ela passa a ser perseguida e precisa da ajuda de Sabina Wilson (Kristen Stewart) e Jane Kano (Ella Balinska) pra evitar que sua criação seja usada pra fins perversos.

O trio principal possui muita química e todas as atrizes estão excelentes em seus papéis. Kristen Stewart, em especial, vai surpreender muitos de seus críticos mais ferrenhos como a personagem mais engraçada e carismática do grupo. Além disso, todas são personagens fortes, inteligentes e corajosas.

O roteiro conta com várias reviravoltas, diálogos divertidos e algumas homenagens aos antigos filmes. Questões relacionadas ao machismo, como assédio e o mansplaining, estão presentes na trama, assim como a importância da união feminina. Outra mudança bastante positiva em relação aos filmes anteriores da franquia é que desta vez quem supervisiona e comanda as panteras é uma mulher e não um homem.

Em relação aos aspectos negativos, poderia haver um pouco mais de profundidade nos personagens. Não sabemos quase nada sobre o passado das protagonistas, por exemplo, e a sensação é de que há muito mais para ser contado sobre elas. Além disso, alguns personagens ficam um pouco apagados, como o John Bosley (Patrick Stewart), que é essencial para a trama. Apesar de ser óbvio que o destaque do filme são as mulheres, este aspecto poderia ter sido mais trabalhado até para o melhor desenvolvimento do enredo.

O longa é uma ótima surpresa por se diferenciar da história original em uma época em que a criatividade em Hollywood parece estar se perdendo, mas sem deixar de lado a essência da franquia. Aqueles que procuram dar boas risadas ou um filme com mulheres poderosas em ação podem assistir As Panteras sem receios.

0 comentário