• Matheus Mans

Crítica: 'Você Nem Imagina', da Netflix, é 'coming of age' simpático


Ainda que tenha sido vendido como uma comédia romântica juvenil, Você Nem Imagina está mais próximo dos filmes coming of age -- sobre as agruras da juventude -- do que sobre romances bobinhos. Afinal, é em cima disso que a boa diretora Alice Wu (Livrando a Cara) sabe trabalhar. Boas histórias adolescentes, problemáticas da idade e dificuldades da atualidade.


Na trama, Ellie (Leah Lewis) é a típica aluna que faz a lição de colegas por dinheiro. Secretamente, possui uma paixão pela bela Aster (Alexxis Lemire), mas não soube ainda como se expressar. Quando Paul (Daniel Diemer), um jogador de futebol, se aproxima de Ellie para pedir ajuda para escrever uma carta de amor para Aster, ela entra em um grave conflito interno.


Longe de comédias bobinhas como Para Todos os Garotos que Já Amei ou, pior ainda, Barraca do Beijo, Você Nem Imagina é uma trama mais madura e mais inteligente do que essas produções medianas da Netflix. Há, aqui, conflitos reais e palpáveis, que extrapolam qualquer tipo de romance não correspondido. Há dor envolvida, assim como medo, temor e preconceito.


Ainda que Leah Lewis seja inexperiente em longas, a atriz consegue segurar a profusão de emoções que pipocam na tela. Ela entende sua personagem e sabe como transportar tudo o que ela está sentindo para breves olhares, gestos e falas entrecortadas. Bom ficar de olho na garota.


Mas, acima de tudo, salta aos olhos a habilidade ainda mais aprimorada da diretora Alice Wu em transitar entre ambientes que provocam e dizem alguma coisa. As cenas na igreja, no confessionário e a história sobre a pintura, por mais batidas que sejam, dão uma certa densidade à trama e acrescentam camadas. Pro público-alvo do filme, deve ser um prato cheio.


A única coisa que pega, de fato, é o roteiro. Escrito pela própria Alice Wu, a narrativa é letárgica, cansativa. A troca de cartas acaba atrasando algumas emoções, alguns acontecimentos. E o filme se torna lento demais. É uma pena. Quando a coisa engrena de fato, já está perto da conclusão. E desse jeito, sem dúvidas, muitas pessoas já terão desistido da história contada.


Você Nem Imagina, apesar de fantasiado de romance juvenil, é um bom filme sobre a chegada da idade, sobre decepções, amores, sexualidade. Traz questões importantes a serem tratadas no dia a dia, numa sociedade que acaba se prendendo em convenções e besteiras. E vamos combinar: perto do que a Netflix tem feito para o público jovem, este filme é uma obra de arte.

#Crítica #Filme #Cinema #Romance #Netflix #Adolescente