Buscar
  • Matheus Mans

‘Meu Malvado Favorito’ e filmes franceses chegam aos cinemas


Na semana que antecede o início das férias escolares, os lançamentos são tímidos, apesar do clima de férias já estar batendo na porta. Porém, o principal lançamento é o terceiro filme da franquia Meu Malvado Favorito, onde são mostradas novas aventuras do Gru e os Minions. Além disso, duas produções francesas -- bem distintas entre elas -- também dão as caras por aqui, além de um drama brasileiro.

O Esquina, então, reuniu as principais estreias da semana e consolidou, em cada um dos filmes, o que a imprensa fala de melhor -- e, é claro, também o que fala de pior. Clicando nos títulos, você ainda consegue ler mais sobre o filme no site do IMDB e, em todas frases destacadas, você é redirecionado para as críticas completas do Esquina e de outros sites, jornais e revistas.

Mar Inquieto. Com uma juventude conturbada, Anita (Rita Guedes) passou por problemas e ficou viciada em drogas. Atualmente vivendo uma praia, ela leva uma vida sem propósitos e repleta de medo. Ainda assim, enclausurada neste lugar, o que ela mais teme está ao seu lado: é Vitorino, o seu próprio marido. Para o site Papo de Cinema, o filme “acerta muito mais do que erra o alvo”.

Meu Malvado Favorito 3. No terceiro filme da franquia Meu Malvado Favorito, Gru se junta com seu irmão gêmeo, Dru, para combater um vilão que vem direto dos anos 1980 -- época que ele era um ator de sucesso em uma série de TV, onde interpretava um vilão chamado de EvilBratt. Infelizmente, porém, as críticas estão negativas: para o The Guardian, o filme é apenas decente, enquanto a Screen International afirma que o filme é dispensável e enjoativo “quando não está sendo exaustivamente frenético.”

Um Instante de Amor. Marion Cotillard vai na contramão da maioria de seus papéis e, aqui, entrega uma personagem intensa, luxuriante, apaixonada. Em Um Instante de Amor, ela busca um amor impossível. Por isso, não é surpresa quando ela se apaixona por um soldado internado em uma clínica para se tratar, sem grandes perspectivas de sair dali. O Esquina aprovou a trama: após fustigar o espectador com uma narrativa lenta, o filme retribui com um final impactante e que fica marcado na mente de quem assiste.

Uma Família de Dois. Mistura de comédia com drama, Uma Família de Dois mostra a relação de um pai com sua filha, que é abandonada em seus braços pela mãe. O Esquina aprovou o resultado: “o filme sabe dividir muito bem o que é comédia e o que é drama” e o “o resultado é uma história engraçada, que prende a atenção do espectador e comove na medida certa.