• Matheus Mans

Os 15 melhores filmes lançados nos anos de 2010


Listas de melhores do ano já é uma tarefa difícil. Melhores da década, então, é uma tarefa ingrata. São milhares de filmes lançados em cinema e streaming, fazendo com que seja humanamente impossível assistir a todos -- a não ser que você só faça isso, sem tempo pra ir no banheiro. Assim, esta lista de melhores da década é uma percepção, não uma definição.


Você, caro leitor, tem todo o direito de rebater, discordar, bater o pé. Por isso, se quiser, deixe seu comentário após o texto. Tentamos, aqui, balancear entre filmes nacionais e estrangeiros, blockbusters e independentes, do começo da década e mais para este finalzinho. Não é, como já disse acima, uma tarefa gloriosa. Pelo contrário: senti falta de vários e sofreu tirar alguns daqui.


Mas lista é isso. Um amontoado de opiniões e percepções pessoais. As minhas são essas aqui:


15. Os Vingadores

Não é, nem de perto, o meu preferido. Alguns momentos são cafonas e a Marvel ainda estava entendendo o que tinha em mãos. No entanto, não tem como não entrar na lista da década. Afinal, o filme remodelou a forma de fazer cinema blockbuster ao longo dos próximos anos -- e, até hoje, ainda tem seus efeitos. Não é o melhor tecnicamente, mas é um dos de maior impacto.


14. Moonlight

Longa-metragem do estúdio A24 que surgiu silencioso na cena independente e, de maneira silenciosa, tomou o Oscar quase certeira para La La Land. O mais interessante, porém, é notar a qualidade do longa-metragem na discussão de questões sociais eminentes ao redor do globo, como violência, homossexualidade e negritude. Por essa força narrativa, toma o 14º lugar.


13. A Chegada

Denis Villeneuve é um dos melhores cineastas em atividade, entregando obras-primas como Sicario e Incêndios. No entanto, nenhuma chega aos pés de seu épico de ficção científica A Chegada. Com uma atuação impecável de Amy Adams (que merecia o Oscar!), o longa-metragem se vale da trama alienígenas para falar de linguagem e sociedade. É um filmaço.


12. Relatos Selvagens

A argentina, ao longo da década, entregou alguns filmes realmente memoráveis, como Medianeras, O Clã e O Cidadão Ilustre. Mas sua produção mais conhecida -- e a melhor -- é o excelente Relatos Selvagens. Misturando histórias e esquetes, o longa acerta com um tom ácido que trafega entre o humor, a criação de tipos humanos (Bombita!) e ótimas crítica sociais.


11. A Origem

Assim como Villeneuve, o cineasta inglês Christopher Nolan também deixou sua marca na década com filmes fortes e inventivos, como Dunkirk e Interestelar. Mas o excelente A Origem é imbatível. Com um roteiro afiado e inteligentíssimo, ele constrói uma jornada para dentro dos sonhos das pessoas. A cena final e a atuação de Di Caprio são a cereja do bolo desse filmaço.


10. Nós

Confesso que fiquei dividido entre Corra! e Nós, ambos de Jordan Peele, para entrar no ranking. No entanto, o melhor filme de 2019 acabou ganhando pontos. Não só por ser uma trama mais madura e coesa do que Corra!, como também por suas cenas inesquecíveis -- o erro da assistente virtual, a cena final, o embate entre as "famílias". Tudo no filme tem pinta de clássico.


9. Boyhood

Não é só pelo fato de Boyhood ter levado mais de uma década para ser feito -- só isso seria incrível, é claro, mas não o bastante para ser um filmaço. O que faz este longa de Richard Linklater ir além é a habilidade do cineasta em usar a emoção própria à favor desta trama sobre crescimento, família e amadurecimento. Uma trama que encaixa na vida de milhões de pessoas.


8. Garota Exemplar

David Fincher, a partir do livro de Gillian Flynn, fez o melhor filme de suspense da década. Garota Exemplar é forte, impactante, misterioso e delicioso de ser explorado. Muito por conta da atuação certeira de sua dupla de protagonistas, Ben Affleck e Rosamund Pike, que souberam dosar e equilibrar os sentimentos de insanidade e suspense tradicional nessa ótima história.


7. Roma

Alfonso Cuarón é um cineasta impecável, que já tinha mostrado sua habilidade em filmes como Filhos da Esperança e Gravidade. Mas foi em Roma que ele consolidou sua carreira mundialmente com um filme coeso, emocional e muito pessoal. A cena do parto e das ondas são ótimas e fazem parte do "cancioneiro" do cinema. Sai fora, Green Book! Roma é o filme de 2018.


6. O Lobo de Wall Street

Que filme enérgico, forte e memorável é O Lobo de Wall Street, do sempre excelente Martin Scorsese -- único cineasta dessa lista, acredito, que tenha material para emplacar filmes em rankings das últimas 4 décadas. Apesar de O Irlandês e Ilha do Medo terem força para entrar nesta lista, nada bate a história sensacional de Jordan Belfort. E Di Caprio faz a atuação da vida.


5. Bacurau

O que Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles fizeram em Bacurau é histórico. Numa trama memorável, a dupla de diretores conseguiu misturar o sentimento de resistência que toma o País com o desejo de preservar nossas raízes. Deu nisso. É um filme repleto de significados e que tem uma força que ultrapassa as telonas. Mostra como o cinema nacional tem força.


4. A Caça

Um dos principais representantes do chamado Dogma 95, Thomas Vinterberg nunca mais tinha feito nada de muito impactante desde o sensacional Festa de Família. No entanto, em 2012, ele surge com essa pérola do cinema dinamarquês. A Caça é um filme brilhantemente dirigido, com um senso de justiça que norteia toda sua trama. Mas o melhor é Mads Mikkelsen. Que ator!


3. A Ghost Story

Curioso que o terceiro colocado desta lista não chegou aos cinemas brasileiros -- veio ao País direto pro streaming. E é muito injusto. Afinal, A Ghost Story é um dos filmes mais profundos dos últimos tempos. David Lowery versa sobre vida, morte, tempo e outras coisas que dão camadas importante à história do fantasma vivido por Casey Affleck. Difícil não sair abalado.


2. Mad Max

Quando a franquia Mad Max já parecia morta, George Miller foi lá e fez um dos filmes mais espetaculares do ano. Com um roteiro diferenciado, que quase não possui anticlímax, Mad Max impressiona pela euforia natural contida na história e pelos efeitos práticos que quase sumiram no cinema durante a década. Filme que quebra expectativas e toma o segundo lugar da lista.


1. Whiplash

Damien Chazelle fez um filmaço com La La Land, seu objetivo de carreira. No entanto, nada chega aos pés de Whiplash, o filme da década. Forte e emocional, o longa-metragem consegue falar sobre muita coisa apenas com a trama de um baterista e seu rigoroso mestre. A atuação de JK Simmons é histórica e o filme, uma pedrada. Melhor experiência no cinema dos anos 10.

* Menções honrosas: La La Land, Guerra Infinita, Ela, Coringa, Me Chame Pelo Seu Nome, Divertida Mente, Ex Machina, Três Anúncios para um Crime, Cisne Negro, Os Oito Odiados, Projeto Flórida, Mãe!, Sicario, A Criada, O Mestre, Trama Fantasma, Árvore da Vida, Meia-Noite em Paris, Invasão Zumbi, Questão de Tempo, Anomalisa, Precisamos falar sobre Kevin.

#Lista #Cinema #Filme #Filmes #Ranking #MelhoresDoAno